CBF distribui mais dinheiro para os clubes

Série A e B são as que vão receber auxilio

Por Sidney 09/06/2020 - 21:07 hs
Foto: CBF
CBF distribui mais dinheiro para os clubes
divulgação

 

A CBF vai disponibilizar aos Clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro uma linha de crédito total de até R$ 100 milhões de reais, a juro zero. Os recursos serão concedidos tendo como garantia os valores a receber pelos clubes referentes aos contratos de direitos de transmissão das competições que disputam e prêmios por desempenho nesses campeonatos. Os valores sairão integralmente do caixa da CBF, de forma imediata.

O adiantamento é uma forma de compensar parte da perda de arrecadação que os clubes tiveram com a redução dos valores pagos por direitos de transmissão no trimestre que vai de abril a junho, além de outras fontes de receita, como bilheteria, programa de sócio de torcedor e patrocínios.

SÉRIE B

Os clubes da Série B receberão um adiantamento total de cerca de R$ 15 milhões, sobre os valores que tem a receber sobre o contrato de direitos de transmissão com o Grupo Globo. Devido ao adiamento do início da competição por conta da epidemia, a emissora fechou com os clubes e a CBF um acordo que redesenhou o calendário de pagamentos, com redução das parcelas previstas para os meses de abril, maio e junho. Com o adiantamento feito agora, a CBF repõe, com recursos do seu caixa, os valores previstos originalmente em contrato. Desta forma, ajuda os clubes a manterem seus compromissos. Assim como na Série A, este adiantamento será feito a juro zero.

A CBF já havia feito outro adiantamento de pagamento de direitos de transmissão aos clubes da Série B, no valor de R$ 11,4 milhões. Assim, os valores antecipados aos participantes da competição signatários do contrato já chegam a R$ 26,4 milhões de reais.

A CBF destinou em abril R$ 19 milhões de reais a título de doação para os clubes que disputam as Séries C e D do Campeonato Brasileiro Masculino e as Séries A1 e A2 do Campeonato Brasileiro Feminino. A ação beneficiou 140 clubes. Além disso, a CBF destinou R$ 3,2 milhões para ajudar na manutenção das federações estaduais, também a fundo perdido. E adiantou o pagamento de duas taxas de arbitragem aos árbitros do quadro nacional, num valor total de R$ 1,8 milhões. E deu isenção por tempo indeterminado aos clubes de todas as divisões de taxas de registro e transferência de atletas, medida que deve permitir aos clubes uma economia de R$ 4 milhões nos primeiros três meses de aplicação.

Somadas as linhas de crédito, adiantamentos, doações e isenções, o apoio da CBF à comunidade do futebol brasileiro já chegou a quase R$ 155 milhões de reais. A par das medidas emergenciais, a CBF continua a trabalhar para realizar as competições previstas para 2020.

FONTE:CBF